Food Trucks são o “tempero” da vez

Por Lívia Vergete e Manuelle Brandine

Reprodução: Internet

Até pouco tempo comida de rua era sinônimo de improviso, ideia cada vez mais ultrapassada em época de glória para esse mercado. Se alguém ainda não conhece,  os Food Trucks são cozinhas itinerantes sobre rodas que se transformam em lanchonetes móveis. Os veículos variam, podem ser trailers, furgões ou até caminhonetes adaptadas que oferecem ao consumidor diversas opções: hambúrgueres, massas, coxinhas, wraps, comidas típicas ou regionais e outras.

 

Passado

De acordo com o SEBRAE, a história do Food Truck começa há muito tempo atrás, por volta de 1860. Segundo referências, em 1866, no Texas, USA, Charles Goodnight já transportava alimentos e utensílios, em um caminhão militar adaptado, para servir refeições a tocadores de rebanho que viajavam por milhas para manejar o gado. Com o passar do tempo outras opções para servir alimentos de forma itinerante foram sendo desenvolvidas. Carrinhos de churros, pipoca e cachorro quente, operados por ambulantes em regiões de grande movimento de pessoas são hoje parte da paisagem urbana. Hoje, eles são encontrados nos principais centros urbanos, como Londres, Paris, Berlim e Tóquio, servindo comida étnica, local e gourmet, de qualidade, a um custo acessível.

Equipe Kebabeer
Equipe Kebabeer Reprodução/Facebook

Alguns empreendedores Brasileiros com acesso a estas cidades também gostaram da ideia e trouxeram o conceito para o Brasil. O movimento por aqui ganhou força no início de 2014.

Hoje os Food Trucks podem ser encontrados em praticamente todo o país. Rio de Janeiro, Brasília, Salvador e inclusive Recife, são alguns dos estados que adotaram a ideia. Aqui fomos até o Kebabeer o primeiro food truck do Recife especializado em Kebab, para saber um pouco sobre os bastidores da cozinha árabe itinerante.

man
Eduardo Jugmann – Empresário

O Kebabeer vem fazendo sucesso na Zona Norte do Recife, nas noites de quarta a domingo muita gente vai experimentar o Kebab, que é um sanduíche presente em países árabes e é servido em pão sírio com recheio de frango, frango ou falafel, acompanhado de salada e frango.

Como muitos outros food trucks a equipe é pequena e composta por 3 pessoas, em eventos maiores são 4 de acordo com a demanda do lugar. Eduardo Jungmann um dos empresários nos disse que a ideia surgiu em uma conversa de bar com três amigos, sobre o problema de não encontrar um lugar que tenha Kebab aqui no recife. “Nós sempre comentávamos sobre a inexistência do aqui no Recife, decidimos que se fossemos abrir um empreendimento, iríamos focar no Kebab.” contou o empresário que conheceu a iguaria em uma de suas viagens e notou a carência da culinária árabe na cidade.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *