Músicas que não saem da cabeça

“No dia do seu casamento…..”. Se você completou a letra dessa música, com certeza vai se interessar pelo tema desta reportagem. O hit, um dos maiores sucessos da banda de brega Sedutora, já ficou preso na cabeça de quem o escutou pelo menos uma vez. Exemplo da expressão “música-chiclete”, a canção é apenas uma das tantas que conseguiram esse resultado. A partir de melodias repetitivas e letras populares, produções voltadas para esse gênero musical têm conquistado aquele que é um dos objetivos mais comuns da indústria fonográfica: o consumo massivo.

Bandas de brega abusam de "músicas-chicletes"Sucessos como Novo namorado (Musa), A casa caiu (Kitara), A vida é assim (Conde do brega), Bateu a química (Sedutora) e De nada vai adiantar (Nova Reação) – aposto que você cantarolou boa parte deles – conseguiram esse feito após ganhar espaço em vários canais midiáticos. A versão para brega da música Wrecking Ball da cantora norte-americana Miley Cyrus, Bateu a química, por exemplo, alcançou mais de 832 mil visualizações no YouTube. Além da melodia conhecida pelo público, o uso de palavras semelhantes (“Me olhou, te olhei, paquerou, paquerei…”) facilita a memorização da música.

Pesquisadores da Universidade de Cincinnatti afirmaram que 98% das pessoas já ficaram com trechos de música gravados na mente. Na tentativa de comprovar esses dados, nossa reportagem perguntou aos seguidores da fanpage Aspas Aeso se eles já haviam sido “vítimas” do efeito chiclete. 100% dos internautas responderam que sim.

Para o compositor e guitarrista Elvis Pires, esse tipo de resultado pode ser alcançado com frases ligadas ao cotidiano das pessoas. “A música chiclete precisa ser curta, com palavras fáceis, para uma melhor memorização. Existem palavras e frases criadas pelo povo e que são chicletes, antes mesmo de virar música, como ‘sofrência’ e ‘só que não’”, comenta. A loira e a morena, cantada por Priscilla Sena e Carla Alves, Chupa que é de uva, da banda Aviões do Forró e Pica pau, da Vício Louco, são algumas das composições do músico que colaram na memória de muita gente.

Por Marcela Assis

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *